Funcionamento da bomba de diafragma

O que é uma bomba de diafragma?

O nome bomba de diafragma deriva do diafragma que se encontra no interior da bomba. Esta membrana permite a bombagem de líquido. A vantagem é que, para além da cabeça da bomba e da membrana, nenhuma outra parte da bomba entra em contacto com o meio bombeado. Isto faz com que a aplicação desta bomba seja ampla. Entre outras coisas, a bomba de diafragma é utilizada como bomba de água (suja), bomba doseadora e bombeamento de produtos químicos. Com caudais desde 1 litro por hora até muitos metros cúbicos por hora, existe uma bomba de membrana para cada aplicação. Convenientemente, estas bombas são também auto-ferrantes e o funcionamento a seco não é muitas vezes um problema.

Na Dosing Pump Shop, somos especialistas em dosagem. De 0,1 a 1000 litros por hora. Normalmente, utilizamos bombas de dosagem de membrana accionadas eletricamente para este fim.

A bomba de diafragma como bomba doseadora

A bomba de membrana é frequentemente utilizada como bomba doseadora. Se a membrana e a cabeça da bomba doseadora forem feitas de um material quimicamente resistente, não há problema em bombear líquidos corrosivos ou agressivos. Afinal, o líquido não chega a outras partes internas da bomba doseadora. São frequentemente utilizados plásticos quimicamente resistentes, como PTFE (Teflon), PVDF, PP e PE. Estes materiais são quimicamente resistentes a uma vasta gama de produtos químicos. É sempre aconselhável verificar qual o material adequado para o produto químico que se pretende dosear! 

Ao dosear, é frequentemente importante dosear com a maior precisão possível. A bomba de membrana é, por isso, ajustável com grande precisão. A maioria dos modelos tem uma frequência de curso ajustável. Quanto menor for o número de cursos, menor será a dosagem. Para uma dosagem ainda mais precisa, os modelos mais elaborados estão frequentemente equipados com um comprimento de curso ajustável. Como isto reduz a amplitude da membrana, é bombeado menos fluido por curso.

Funcionamento da bomba doseadora de membrana

Primeiro, vamos ver quais são as peças. A imagem abaixo dá-nos uma boa ideia das mesmas.

Da esquerda para a direita, podemos ver claramente a cabeça da bomba (1), a membrana (2) e o atuador (10). Estes são os principais componentes da bomba doseadora.

A membrana está ligada ao eixo do atuador. À medida que o atuador se move para a frente e para trás, a membrana é puxada para trás no curso de entrada. Isto cria uma pressão negativa na cabeça da bomba. Podemos ver isto na imagem esquerda abaixo. À medida que a membrana (1) se move para trás, é criado um espaço. As válvulas anti-retorno (2 e 3) estão abertas e fechadas, respetivamente, para que o fluido seja aspirado. No curso de saída, ilustrado abaixo à direita, o diafragma é pressionado. O fluido tem de ir para algum lado, mas devido às válvulas anti-retorno, só pode ir para o lado de saída, o outro lado é fechado.

Primeiro, vamos ver quais são as peças. A imagem à direita dá-nos uma boa ideia.

Da esquerda para a direita, podemos ver claramente a cabeça da bomba (1), a membrana (2) e o acionamento (5). Estes são os principais componentes da bomba doseadora.

A membrana está ligada ao eixo do atuador. O atuador é movido electromagneticamente para a frente e para trás. Isto puxa a membrana para trás no curso de entrada. Isto cria uma pressão negativa na cabeça da bomba. Podemos ver isto na imagem esquerda abaixo. À medida que a membrana (1) se move para trás, é criado um espaço. As válvulas anti-retorno (2 e 3) estão abertas e fechadas, respetivamente, para que o fluido seja aspirado. No curso de saída, ilustrado abaixo à direita, o diafragma é pressionado. O fluido tem de ir para algum lado, mas devido às válvulas anti-retorno, só pode ir para o lado de saída, o outro lado é fechado.

Porquê o Dosing Pump Shop

pt_PTPT

Pedir um orçamento

Nome *
Correio eletrónico *
Número de telefone
Líquido
Descrição *